Publicidade

Publicidade

22/09/2011 - 19:44

O que é o Brasil dos Games, Parte 8

Compartilhe: Twitter

Tá chegando a hora.

E as despedidas e homenagens não param aqui no Gamer.br. Hoje, publico o singelo relato da amiga Fernanda Domingues, uma das principais representantes da área de comunicação corporativa no mercado de games nacional. Fernanda já atuou lado a lado com as principais publishers e possui experiência de mais de 15 anos assessorando, analisando e compreendendo o funcionamento desse tal Brasil dos Games. Confira a seguir as lembranças dela, divulgue e não deixe de comentar no final.

***

Brasil dos Games

“Por Fernanda Domingues

No Brasil dos Games há 15 anos, posso dizer que já vivi tantos altos e baixos que nem consigo me lembrar de todos. Uma cliente até colocou no meu Linkedin que eu sou uma enciclopédia do mercado brasileiro de games. Se eu não gostasse tanto dela poderia achar ruim, mas ela é muito querida!

Quando comecei a divulgar games, em 1996 – no mesmo ano em que o Pablo começava escrever sobre eles -, trabalhava para uma distribuidora, a MSD Multimídia, que trazia títulos de todos os gêneros, de publishers de renome como Activision, Blizzard, Ubisoft, Infogrames. Divulgamos Muppets Treasure Island, os Smurfs, que eram Los Pitufos (em espanhol), e Alone in The Dark. O CEO (dono) ia a um evento nos Estados Unidos, a recém-lançada E3 Expo, naquela época pouco visitada pelos brasileiros, e lá fazia contato com os produtores para trazer os títulos. Me lembro que, às vésperas do Natal, a sala da empresa ficava abarrotada de caixas que seriam enviadas para os jornalistas testarem – entre eles, o Pablo. Abarrotada porque os games naquela época vinham em caixas enormes com um CD perdido lá dentro. Até hoje não entendo o porquê.

Alguns anos depois – não sou muito boa de cronologia –, as publishers fizeram a primeira tentativa de instalar seus escritórios aqui. A distribuidora fechou, e eu virei assessora de uma delas, a Infogrames, que depois mudou seu nome para Atari. A empresa francesa comprou a marca Atari pela sua relevância. Mais um tempo se passou e várias publishers, derrotadas pela pirataria e pela inflação, foram embora, e lá estava eu de novo, trabalhando para uma distribuidora. Nesse meio tempo, o Pablo continuava escrevendo, agora convidado pela Renata Honorato, do iG, para fazer este blog.

Hoje, eu posso dizer que a estabilidade econômica e a chegada dos fabricantes de consoles propiciaram o cenário atual. Assim como a recente iniciativa de empresas gigantes para a fabricação dos games aqui derrubaram os preços, permitindo que um lançamento fosse vendido a R$ 129. Pela primeira vez, a pirataria e o mercado cinza estão perdendo uma batalha. Isso não tem preço! Nem volta! Os gamers brasileiros estão sendo privilegiados com três eventos só em São Paulo, e o maior evento de games da América Latina acontece no Rio de Janeiro! Este ano o Brasil Game Show vai contar com a presença de Yoshinori Ono, criador da série Street Fighter, da Capcom, uma das maiores produtoras do mundo. No último ano, os estudantes de game puderam ter contato com os criadores do Avatar, e Jonathan Blow, criador do aclamado Braid. A indústria brasileira de games tem seu próprio encontro, o SBGames, que é itinerante, e em novembro vai reunir desenvolvedores e acadêmicos brasileiros, na Bahia.

Eu, Pablo e a Renata Honorato – que agora está na Veja.com – visitamos a E3 nos últimos anos, e lá encontramos dezenas de jornalistas brasileiros.

A Internet – que também começou no Brasil na mesma época que eu e o Pablo entramos para o mundo dos games – evoluiu, e em 2010 os games sociais se tornaram a bola da vez, espalhando-se como pólvora pelo Orkut e Facebook. A web também ajudou a Steam a concretizar-se no Brasil. E além dos MMOs brasileiros, estão chegando outros da Coréia, China, Alemanha… As distribuidoras permanecem aqui, dividindo o espaço com as publishers.

E eu posso me dar ao luxo de ter uma assessoria de imprensa especializada em games! Esses são alguns dos pontos positivos desse “Brasil dos Games”, que segundo pesquisa da NewZoo deve movimentar US$ 2 bilhões apenas em 2011.

*Fernanda Domingues é CEO da FD Comunicação (@fdcomunicacao).

Autor: - Categoria(s): Brasil dos Games, Clique Comigo, Tudo ao mesmo tempo Tags: , , , ,
05/09/2011 - 18:15

Os Cinco Anos do Gamer.br… e o Fim

Compartilhe: Twitter

Para começar a semana, uma notícia. Ou melhor, uma comemoração.

O dia 4 de setembro – mais conhecido como ontem – marcou o aniversário de cinco anos de atividades deste Gamer.br.

Parece que foi ontem, mas foi em 2006. Eu havia acabado de me desligar das publicações especializadas, após oito anos na Conrad/Futuro (hoje Tambor) e iniciado um novo desafio, na Rolling Stone brasileira. Quando pensava que os games seriam parte de meu passado remoto (ou apenas de meus horários de lazer), surgiu a oportunidade de escrever sobre o tema na internet. Graças ao convite do IG (e da editora na época, a Renata Honorato), pude abrir uma nova frente de trabalho e continuar atuante no segmento sobre o qual construí toda minha carreira de jornalista. E assim, continuei. Aos trancos e barrancos, nem sempre fazendo justiça à frequência proposta, mas sempre por aqui, tentando manter as antenas ligadas e a relevância. Por incrível que pareça, consegui me aproximar ainda mais desse mercado – mais até do que quando editava revistas de games e convivia diariamente com essas pautas.

Comemorem comigo. Cinco anos não é pouca coisa, e desse período me orgulho demais. Criei uma relação ainda mais sólida com esse segmento, recuperei leitores perdidos, ganhei outros novos, estabeleci certa reputação e acumulei mais acertos do que erros. Não tenho do que reclamar.

E, é claro: tudo o que começa, termina um dia.

Este mês de setembro marca o último de minha parceria com o portal IG. A partir de 1 de outubro, o Gamer.br deixará de existir como você o conhece. Caso eu continue com o blog, será em outro local virtual, sob outra orientação e, possivelmente, com outro nome. O futuro é incerto e está sendo escrito nesse exato momento. Talvez ainda nas próximas semanas eu tenha novidades nesse sentido (conversas acontecem o tempo todo). Mas, para todos os efeitos, setembro de 2011 será o último mês de existência do Gamer.br.

Não tenho nem condições de agradecer a todos que fizeram deste um dos espaços jornalísticos mais pertinentes do mercado nacional de games – amigos, leitores, colegas jornalistas, profissionais das empresas especializadas, integrantes de assessorias de imprensa, pessoas que entrevistei, pessoas que comentaram, pessoas que visitavam, pessoas que continuam visitando, o IG, minha família e todo mundo que divulgou o blog de alguma forma nos últimos cinco anos. Foram experiências gratificantes e especiais, as quais jamais irei desvalorizar. Se você se encaixa em algum dos grupos acima, deixo meu sincero muito obrigado.

Nos próximos dias, o Gamer.br continuará em atividade – e com surpresas. Propus umas ideias a alguns amigos e parceiros, que toparam ajudar. E você verá os frutos dessas conversas aqui nesse endereço, ao longo de setembro. Depois disso, só o tempo irá dizer. Espero ter boas notícias logo.

Por enquanto, é isso. Deixo um abraço e um até logo, não um adeus. E a certeza de que nos veremos muito em breve.

Autor: - Categoria(s): Clique Comigo, Tudo ao mesmo tempo Tags: , , , ,
13/04/2010 - 01:26

A Nintendo no Brasil, a Sony em 3D, as idas e vindas do mercado

Compartilhe: Twitter

E aí, quanto tempo? Ainda lembra que isso aqui existe?

Pois é, parece até que sou eu que anda esquecendo. Mas a ausência tem uns motivos. O mais grave deles é o fato de não acontecer muita coisa digna de nota nesse mercado de games nacional. Ou será que estou exagerando?

De certa forma, estou sim. As coisas poderiam estar melhores, mas não significa que não estejam melhorando.

Pegue por exemplo o abaixo-assinado pelos impostos justos sobre os videogames. Você já assinou? Passou para os amigos? Colocou no Twitter?

Há quem pense que esse tipo de iniciativa não funcione no Brasil (e talvez em lugar algum do mundo). Eu não os culpo. Mas que tal dar um voto de confiança e tentar? No máximo, poderemos colocar mais esse item na lista dos movimentos populares que não deram em nada no País. Mas acho que nem será o caso – a coisa parece estar andando bem. As fontes não-oficiais já falam em milhares de assinaturas. O caso repercutiu na mídia especializada e também na grande imprensa: até a versão online da Folha de S. Paulo publicou histórias relacionadas ao tema (e veja que também respingou lá fora).

Pois sim. Será que a esperada audiência com o deputado Antônio Palloci (relator do projeto na Câmara dos Deputados)  finalmente vai sair do papel?

É ano de eleições, então tudo é possível.

***

Ainda repercutindo o evento Gameworld que rolou há uns dias: foi especialmente bacana ver a Nintendo marcando presença com um estande bonitão, com o Nintendo DS novo para ser experimentado e com a simpatia do Charles Martinet, a voz do Mario em pessoa. Mas também estava ali, misturado a tantos fanboys e se divertindo, o Mark Wentley, gerente de marketing da Nintendo of America para a América Latina.

Mark estava bem acessível e conversava com quem chegasse junto. A mim, ele repetiu diversas vezes o prazer de estar no Brasil e de que 2010 seria um grande ano para a presença da Nintendo por aqui. Talvez ele estivesse apenas empolgado por causa da incrível recepção do público a Martinet, ou talvez ele só quisesse ser simpático mesmo. O fato é que faz tempo que a NOA não possui um executivo tão acessível e tranquilo cuidando da América Latina. Sinal dos tempos? Ou sou eu que estou amolecido e só enxergo o lado bom das pessoas?

De qualquer modo, a Nintendo existe de certa forma no Brasil. Assim como a Microsoft. E a Sony

***

…E a Sony Brasil está pondo suas manguinhas de fora, enfim.

O release que recebi hoje no e-mail nada tem a ver com a linha PlayStation, pelo menos não aparentemente:

A Sony Brasil convida você para uma coletiva de imprensa, na próxima quarta-feira, dia 14 de abril, na qual irá apresentar toda a sua linha de produtos 3D, que inclui lançamentos em televisores Bravia, Playstation, projetores, Blu-ray, entre outros.

Na ocasião, a empresa também explicará as estratégias para o mercado brasileiro nestes segmentos, projetos para a Copa do Mundo e perspectivas de negócios.

O que o PlayStation tem a ver com o lançamento da linha 3D da Sony? Aparentemente, tem alguma coisa. Senão eles não o divulgariam. Bem, melhor do que especular, é esperar para ver na coletiva desta quarta-feira.

Ou será que… Não pode ser. Bem, na verdade, pode ser. Ou não.

***

E encontrei no Gameworld o Ricardo Farah e o Orlando Ortiz, ex-editores da EGW e Nintendo World, que agora comandam a inciativa SKY7. Uma das novidades que eles cochicharam foi a estréia do novo site Pop e da toda reformulada área de games do portal. Um dos caras da equipe é o Odir Brandão, mas parece que o Rodolfo Braz (que era do site Herói) também está ali trabalhando com eles. Mas, disseram eles, há uma outra novidade que eles ainda não poderiam divulgar…

E por falar em mudança, sabe quem saiu da equipe do site do PlayTV? O Renato Bueno. Agora, além de cuidar do absurdo e sensacional site Freeko, ele também escreve no blog do UOL Tecnologia. E só para quem não sabe, o onipresente Gus Lanzetta, aquele, também virou colaborador fixo do Freeko.

Aliás, não sei se você sabia, mas a Renata Honorato, do The Game Girl, está na Veja Online. Mas ela eventualmente até escreve sobre games lá. E o blog continua ativo, em um novo endereço.

E tem mais umas três ou quatro novidades boas que não estou autorizado a falar. Ainda.

***

E como assim, Farmville causa dependência? Que novidade!

***

E pra terminar por hoje, olha só que notícia feliz:

Dear PABLO MIYAZAWA,
Welcome to E3 Expo 2010, North America’s premier computer and video game trade show! This message confirms that your registration for an E3 Expo media badge has been approved.  Please bring your valid identification to the Media Center at the LACC to pick up your badge.

See you at the show!

Regards, The E3 Media Team

Perfeito. Agora, só falta arrumar o patrocínio para ir pegar essa credencial pessoalmente…

Autor: - Categoria(s): Clique Comigo, Tudo ao mesmo tempo Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo