Publicidade

Publicidade

Arquivo de outubro, 2007

30/10/2007 - 18:47

Desert World

Compartilhe: Twitter

Agora, teclo do Arizona. Só para dar um alô a quem se acostumou a notícias.

Estou fazendo uma matéria e preciso de uma ajuda. Alguém aí se auto-declara um comprador de games originais assíduo, e, além disso, freqüentador de lojas especializadas no Brasil? Se este for seu caso, me deixe um recado, que entro em contato hoje mesmo. Obrigado!

E depois dou notícias, que estou atrasadão. Conto da humilhação que passei jogando Guitar Hero 3 em uma EB Games aqui de Phoenix. Mas quero descrever o momento, por isso retorno mais tarde com mais tempo.

Um abraço.

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
28/10/2007 - 15:39

Viva Las Vegas!

Compartilhe: Twitter

Olá de Sin City.

Já em Las Vegas, achando tudo esquisito, cafona e divertido.

Ontem foi o primeiro dia do festival Vegoose (um trocadilho de Vegas com Goose, já que estamos perto do Halloween). Me surpreendi ao notar que eu era um dos poucos caras vestidos normalmente entre os milhares de espectadores. Parece que a onda do Vegoose é ir fantasiado, como em um baile de monstros. E como americanos exageram em tudo que podem… dá para ter uma idéia do que presenciei ali.

Também bem vi só shows sensacionais. Mastodon, os novos reis do metal furioso; o bom e velho Public Enemy, mandando um fuck para George Bush e seus amigos; o indie pop teatral do The Shins; a singalesa funkeira M.I.A. (os gringos pronunciam “em-ai-ei”, e não “maia”); o favorito da casa Queens of the Stone Age; o imortal Iggy Pop com os Stooges; e o não menos inacreditável Daft Punk e sua trilha sonora para um futuro não tão distante.

Sei lá como, sobrevivi até o final disto. Não tenho mais idade. Mas hoje tem mais – inclusive com os mal-humorados do Rage Against the Machine fechando a noite. Isso porque pego um avião amanhã às 6h30…

E com tudo isso, não tive tempo nenhum para visitar as lojas de games da cidade. Não era hoje que sairia o Guitar Hero III? Pois é, vou dar uma volta e ver se encontro.

Por falar nisso, o que vi de gente jogando Nintendo DS por aí não está fácil. A proporção é 2 para 1 em relação aos jogadores de PSP. Outro dado informal e interessante: metade dos jogadores do portátil da Nintendo que vi por aí… são garotas. Dá para entender.

Misturando mais rock com mais games… e esse simulador de guitarra pro DS, o tal Jam Sessions? Alguém jogou? É bacana? Vale? Tá me parecendo truque…

Mais, muito mais, logo mais.

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
27/10/2007 - 07:02

Trancos e barrancos

Compartilhe: Twitter

Estamos aí, nesta terra maluca cheia de oportunidades.

Quase que nem chego a voar, mas voei. Quase que nem chego a entrar no país, mas entrei (via Houston – o aeroporto, não por coincidência, se chama George Bush). Quase perdi o vôo de conexão – quase nada, acabei perdendo mesmo. E quase fui esquecido por duas horas no aeroporto – também sem “quase” aqui. Eu fui mesmo.

Poderia ficar um post inteiro descrevendo os problemas que tive e deverei ter nos próximos dias, mas vamos pensar positivo e valorizar as coisas legais. Rolou um lançamento interessante que pude participar. No evento, vários shows, entre eles o Linkin Park. Não sei dizer se gosto, mas respeito. Foi legal vê-los em um lugar que não deveria ter mais de 400 pessoas… a banda, pelo menos, parecia feliz de estar tocando ali. O cachê deve ter sido ótimo, suponho.

Da janela do quarto, enxergo as famosas letras HOLLYWOOD, eternamente posicionadas de pé no topo do morro. Vista clássica, que dura pouco. Daqui um pouco, saio daqui direto para o aeroporto de novo. Destino: Las Vegas. Agora é um festival que promete. É hora de recomeçar a correria.

Venho com um novo update amanhã, já que deve ser o dia tranqüilo da semana…

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
25/10/2007 - 11:42

Vamos Indo

Compartilhe: Twitter

Este blog embarca hoje para os Estados Unidos, para uma missão de 10 dias – jornalística quase sempre, às vezes nem tanto. A gente se diverte quando pode, mas a idéia é sempre essa.

A sorte no que tange os games é chegar lá nos dias que precedem o lançamento do Guitar Hero III… se bem que muita gente por aí já está jogando a versão não-oficial.
Bem que o Rock Band poderia ter saído também, mas paciência…

Minha idéia é postar de lá diariamente, sempre que possível, tentando dar uma visão particular do que acontece no mercado de games por aquelas bandas. Espero conseguir. Mas se eu acabar falando um pouco de rock´n´roll, alguém aí vai achar ruim? Espero que não.

Então é isso. Vamos nos vendo por aqui. Aceito votos de boa viagem e boa sorte, porque vou precisar. As missões serão complexas…

Um abraço.

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
23/10/2007 - 15:06

Sobre o ir e vir

Compartilhe: Twitter

Efêmero e imprevisível, o mercado de games brasileiro se move com uma velocidade quase estonteante.

Ok, estou sendo um pouquinho irônico. Mas aquela idéia de que as pessoas ficam muito tempo trabalhando no mesmo lugar está caindo por terra. Pelo menos é o que os acontecimentos das últimas semanas revelam. Compilei uma pequena lista de fatos que movimentaram o mercado nacional nos últimos 40 dias.

– A novidade é que o Jorge Filho, que estava na Kaizen Games, participando da operação Second Life, agora está na Hoplon. Sim, aquela mesmo, do promissor Taikodom.

– Conforme eu adiantei aqui na semana passada, o Luiz Passos Paredes deixou há menos de um mês a divisão América Latina da Microsoft para se juntar ao projeto/rede Gamers, que deve ser lançado em breve no Brasil.

– Já o Glauco Bueno, que trabalhou durante anos para a Atari no Brasil, atualmente se tornou um dos cabeças da operação canadense Synergex, que já está atuando em nosso mercado há alguns meses.

– O amigo Daniel Trocoli, que era gestor de parceria do site Arena Turbo, do IG, agora é um dos gerentes do portal de jogos casuais Atrativa.

– Do lado do jornalismo, muito vai-e-vem, como já se sabe. O Rodrigo Guerra deixou o cargo de editor da revista SDP, da Futuro. No momento, ele está atuando nas publicações de games da Digerati.

– Nessa onda de mudanças, o Fabio Santana acabou saindo da revista EGM Brasil (também Futuro) para encarar novos projetos editoriais na Editora Europa. Junto com ele, foi o Rômulo Mathei, também ex-EGM.

– O Renato Bueno, que também era da EGM, foi para o portal de notícias G1, da Globo. Ele entrou na vaga que era do Jones Rossi, que voltou para o Jornal da Tarde.

Seria este um reflexo de que nosso mercado se movimenta muito e há sempre vagas e oportunidades surgindo? Ou seria exatamente o contrário – que o negócio não está para peixe, e salve-se quem puder?

Para pensar.

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
20/10/2007 - 20:54

Pablocast 3

Compartilhe: Twitter

Demorou, mas está no ar. Aliás, está desde quinta, mas não consegui avisar antes – é o Pablocast desta semana – para quem acompanha, é o terceiro da série.

A barulheira agora cessou (chega de gravar na padaria) e o conteúdo do papo é bem bacana – mercado de games no Brasil, tendo como gancho o anúncio da rede Gamers no Brasil.

Baixe aqui. Escute. Comente. Critique.

E até segunda.

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
18/10/2007 - 09:40

Gamers: o investimento mexicano no mercado brasileiro

Compartilhe: Twitter

Aconteceu assim.

O Luiz Passos Paredes, ex-gerente de marketing da Microsoft para América Latina (relembre aqui), convocou a mim e outros conceituados profissionais do jornalismo para um happy hour, no qual ele revelaria “uma novidade revolucionária para o mercado de games brasileiro”. Foi com uma relativa curiosidade que aceitamos o convite e fomos a um bar de alto nível na zona oeste de São Paulo (o alto nível ficou por conta do preço do estacionamento – R$ 12 – e da entrada – R$ 20). Mas a também alta temperatura da novidade deveria compensar qualquer gasto, imaginei enquanto subia as escadas do local pouco iluminado.

Cheguei atrasado – óbvio – e a tal novidade já havia sido revelada para a meia dúzia de pessoas que ali se encontrava (três deles são meus colegas de profissão). A mais nova empreitada de Paredes chama-se Gamers, mas nada tem a ver com a revista homônima ou com a Microsoft. A Gamers é uma rede de megalojas especializadas em videogames que está chegando ao Brasil – mais especificamente na cidade de São Paulo – ainda este ano. Segundo Paredes, a Gamers será uma loja diferenciada e que deve “elevar o nível do mercado nacional”. O foco é o mercado de elite: apesar de os preços não ficarem distantes aos de outras lojas do território nacional, a diferença deve ficar por conta do atendimento de Primeiro Mundo ao consumidor. Paredes não entrou em detalhes, mas garantiu que a Gamers irá surpreender e oferecerá um serviço especializado e de nível jamais visto no país.

Know-how para isso, Paredes e sua equipe têm. A Gamers é uma iniciativa estrangeira em território brasileiro. A empresa que tenta investimento em nosso país já atua no México há quase 20 anos, como rede de lojas (umas 20) e como a distribuidora de games responsável por mais de 80% do market share do mercado mexicano, com relacionamento bem resolvido com a grande maioria das publishers que atua por lá. A idéia dos investidores é trazer esta experiência e relacionamento para o Brasil. Com isso, a Gamers pretende: 1. trazer os jogos para cá, negociando diretamente com cada publisher lá fora, ou 2. comprar diretamente de algumas publishers que estão instaladas por aqui, e 3. comercializar diretamente com o consumidor esses produtos trazidos legalmente para o país, em pontos de venda super estilosos e diferenciados.

Não foi revelado o local exato da abertura da primeira loja, nem a data de inauguração. Com um pouco de pressão, conseguimos apurar que a abertura acontece ainda este ano, muito provavelmente no final de novembro. O local será um dos grandes shopping centers da capital paulista. Eu aqui aposto no Shopping Ibirapuera (zona sul de SP). As lojas seguintes deverão ser abertas ainda no Estado de São Paulo, para só em 2008 chegarem às outras regiões do país (apesar da insistência – e da cerveja – Paredes não revelou qual é a meta da Gamers após um ano de atuação em nosso mercado). Toda operação inicial da rede vem de verba mexicana, mas investidores brasileiros logo serão sondados e convidados a participar da empreitada.

Questionei a relação que a Gamers teria com a Synergex (refresque sua memória aqui), empresa canadense que também está instalando seus negócios no Brasil. Segundo Paredes, as duas empresas são concorrentes no México, então é provável que não serão exatamente parceiras em nosso país, uma vez que estarão competindo pela mesma fatia de mercado. “Há publishers que já fazem sua própria distribuição, como a Electronic Arts, a Microsoft, ou já possuem seu próprio canal, como a Nintendo (com a Latamel). Com todas as outras faremos negociações. Cada caso é um caso”, me disse o executivo mexicano, que atualmente mora na Cidade do México, mas é casado com uma brasileira.

Detalhes mais aprofundados sobre a presença da Gamers no Brasil devem ser revelados nos próximos dias. Ainda é difícil dizer se a iniciativa irá dar certo e será o sucesso esperado, mas as intenções soam positivas e agradáveis – mesmo que o foco da empreitada seja o mercado de elite. Mas será que alguém discorda que o videogame seja hoje um produto primordialmente elitista? Quem aí tem R$ 2,5 mil sobrando para comprar um Xbox 360, ou R$ 300 para levar um game de PS3 ou Wii? Olhando assim, de longe, se conclui que a entrada de uma rede estrangeira bem sucedida só pode fazer bem ao mercado brasileiro, no que diz respeito à facilidade de acesso aos produtos e aos novos lançamentos. Agora, ainda não dá para dizer que os preços de jogos e consoles irão cair, ou que as publishers irão se animar a instalarem seus escritórios em território nacional. Esses dois fatores, infelizmente, ainda dependem da movimentação de nossos políticos.

Mas até nesta questão há novidades interessantes. Falo sobre elas por esses dias. Enquanto isso, surgem as perguntas óbvias sobre a chegada da Gamers ao país: as coisas mudam ou não mudam? Se sim, para melhor ou pior?

Você me diz.

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
16/10/2007 - 19:33

You've got mail

Compartilhe: Twitter

E hoje, chegou um livro pelo correio. Da editora Ediouro, uma das mais conceituadas do país: Second Life: O Guia Oficial. 352 páginas, capa plastificada, apêndice brasileiro e tudo – mais capricho gráfico que qualquer outro lançamento brasileiro relacionado a games.


Mas será que é para tanto? Tenho dúvidas.

***

Hoje chegou também o FIFA 08 para PC. Ainda não abri, então não chequei. Mas ouvi dizer que a dupla cearense de música eletrônica Montage também tem uma faixa no game. Quem jogar pode me confirmar?

***

E por falar em correio – amanhã, devolvo ao remetente a cópia de Halo 3 que – quase – terminei. Eu deveria ter sido mais rápido, acho…

***

Pelo correio, agora eletrônico, chegou o convite: Luis Pazos Paredes, ex-gerente de marketing da Microsoft para América Latina, agora está comandando uma nova e secreta empreitada neste mercado, e irá nos contar as novidades em um muito bem-vindo happy hour. Alguma coisa disso deve sair.

Se nos for permitido, conto o que é amanhã mesmo.

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
12/10/2007 - 09:12

Pablocast 2

Compartilhe: Twitter

Conforme o prometido, o link para baixar o Pablocast 2 está aqui.

A barulheira diminuiu e o papo melhorou. Vejamos. Comente e critique.

E até segunda.

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
11/10/2007 - 23:21

Falando demais

Compartilhe: Twitter

Uma semana mais curta atrapalha muita gente, principalmente quem não tem tempo para nada – me incluo nesse grupo. Isso resultou na pouca atualização da semana. Quando fui ver, ela já havia acabado… Perdoem esta falha técnica.

Ontem gravei o segundo Pablocast, a parceria sonora entre o blog Gamer.br e o site Audiogame. Só que um problema técnico acabou inutilizando o arquivo de áudio que levamos uma hora para produzir. Por isso, repetimos a dose hoje novamente. Assim que estiver editado e no ar, coloco o link aqui.

Pelo que deu para notar, o áudio desta vez ficará melhor – muita gente reclamou. E eu também falei um pouco mais – pessoas pediram por isso também. Como deu pra ver, eu dou atenção aos comentários que recebo…

Amanhã então.

***

Aliás, por falar em multimeios, vocês viram quem está na capa da nova edição da revista Rolling Stone? Pois é. E já está nas bancas.

***

E ainda não está nas bancas, mas quase: é a primeira empreitada do querido Fabio Santana na editora Europa.

Ele explica tudo aqui: vendido no formato livro e adaptado para o mercado nacional, A Arte dos Videogames é uma galeria de belas imagens artísticas de diversos games clássicos e foi lançado originalmente lá fora pela ótima revista inglesa Edge. Mas, ao que tudo indica, o trabalho do Fabão não irá se limitar a essas “localizações”. Minhas fontes adiantaram que ele está produzindo com as próprias mãos um produto bastante interessante e substancial, com lançamento previsto para breve. E quem conhece o trabalho do Fabio sabe muito bem que só dá para esperar algo com muito capricho e qualidade. Ficou curioso?

***

E o que aconteceu realmente com a revista SuperDicas PlayStation, editada pela Futuro? Acabou mesmo ou continua? Eu meio que entendi o que está rolando, mas só vou falar sobre isso na semana que vem. E trarei informações – inéditas – de uma pessoa que participou da história (quase) toda.

***

Estranhou que estou falando demais? É sobre isso mesmo o título deste post. Mas tanto falatório é mais porque hoje tive ótimas notícias em relação ao Gamer.br. Em breve devo falar mais sobre isso. Ou talvez eu não diga nada, só para deixar você curioso. Acho que vou tirar o final de semana prolongado para pensar nisso…

***

E não, ainda não terminei Halo 3. Preguiça, confesso. Mas já estou me prepoarando psicologicamente para Guitar Hero III… e Rock Band. Aliás, essa vale enquete: por qual dos dois você está mais ansioso? A versão americana da revista Rolling Stone já andou chamando as chegadas destes games de “o mais importante lançamento musical do ano”. Será que é para tanto? Pensando friamente, eu acho que é.

Pense sobre isso você também. E tenha um bom feriado.

Autor: - Categoria(s): Tudo ao mesmo tempo Tags:
Voltar ao topo